Pode entrar,o Blog é seu! Welcome to Blog! Since 30 july 2011

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

De Bem com a Vida



Você se surpreenderá do que é capaz de realizar, quando perceber que o mais importante do que todas as “importâncias” que lhe tiram o sono; mais significante do que todos os significados das marcas que a vida te imprime; mais tolerável do que todas as tolerâncias que você tem de engolir; mais abrangente do que todas as abrangências que você tenta atingir; mais perfeita do que todas as perfeições que lhe são cobradas. Voce irá se surpreender quando assumir que o melhor de tudo é viver.

Esse texto não é para melhorar a sua autoestima, nem sei escrever sobre isso, é mais um lembrete para fazer você sorrir por dentro, sentir o valor que voce tem para as pessoas que convivem contigo. Às vezes você vê uma foto onde alguém parece estar de bem com a vida e sente vontade de estar assim também. Experimente fazer o que anda adiando por vergonha, falta de tempo ou acomodação. Se sua autoestima melhorar, ótimo.

A escritora positivista Louise Hay, no livro Course in Miracles, diz que “toda doença tem origem num estado de “não-perdão” e “Sempre que ficamos doentes, precisamos olhar à nossa volta para ver a quem precisamos perdoar”. Mas como se perdoa? Não existe uma resposta, é só deixar a “coisa” ir embora que o universo cuida do resto.

Ouvi, há alguns anos, uma frase sincera e verdadeira vinda de alguém que eu nunca esperei nada: Xuxa. A bem sucedida apresentadora disse certa vez, não sei se fazia referencia a um fato familiar, mas disse que “problema que dinheiro resolve, não é problema"  e " falta de dinheiro deixa de ser problema quando voce consegue pagar as contas." Pensei logo: Quero ver falar isso dura!  Mas não é assim, não. Ela tem toda a razão. Pergunte a quem está doente se não aceitaria a saúde de volta em troca de todas as dívidas do mundo?!

Quando voce se liberta daquilo que te oprime, o teu espírito corre por entre os verdes campos de algum lugar bonito, rodeado por anjos, que brincam com as luzes que se acenderam da tua alegria de estar feliz.


Ricardo Mezavila

Nenhum comentário:

Postar um comentário