Pode entrar,o Blog é seu! Welcome to Blog! Since 30 july 2011

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

BBB, Bial e Maluf



Ouvi comentários de que haveria ocorrido um suposto caso de estupro no Big Brother Brasil 12. Ué, mas desde o BBB 1 isso vem acontecendo!! Resmunguei com resquícios daquela ironia petista de alguns anos. Estupro: é a prática não-consensual do sexo, imposto por meio de violência ou grave ameaça de qualquer natureza. O estupro está previsto no código penal brasileiro como crime hediondo, com a pena variando de seis até trinta anos.

O caso do programa é consequência natural, uma evolução do que vinha acontecendo nas últimas edições. Podemos até dizer que o BBB está entrando em uma fase de total amadurecimento. Os protagonistas da cena vão faturar “horrores” nas mídias e serão comentários em quase todas as casas, independente da presença de crianças e adolescentes no local.

No ano passado o governo federal decidiu endurecer as regras para as concessões de rádio e televisão. O ministro das telecomunicações disse que as novas regras dificultarão o uso de "laranjas" – intermediários que assumiriam a titularidade das emissoras, ficando oculta a identidade do verdadeiro comprador – nos processos. “Vai dificultar muito a possibilidade de um laranja no processo”.  A Rede Globo, segundo vários artigos publicados, surgiu a partir de investimentos de um grupo americano, o que na época era inconstitucional, mas tornou-se legal e a emissora foi porta-voz dos governos. Hoje, ela é o governo!

O que me causa um misto de repúdio e decepção é saber que o competente jornalista Pedro Bial, teria dito: “O amor é lindo”, diante das cenas do suposto estupro. Acho até que ele deveria ter feito uma referencia ao Maluf dizendo: “estupra, mas não mata”.  Se o poço tem um fundo, acho que o Bial chegou lá. Se alguém deve pagar a conta do lixo que são os reallity shows, que sejam aqueles que ligam para eliminar os participantes. Revivendo a minha militância petista, eu diria que os produtos anunciados no programa deveriam ser sabotados pelos consumidores.

Que saudades de gritar nas ruas: O povo não é bobo, abaixo a rede globo. Mas isso soa anacrônico, me sentiria um homem das cavernas comendo hamburger. Por isso convoco todos que estão indignados, a reagirem a provocação, que é o baixo nível da cultura brasileira.

Ricardo Mezavila


Nenhum comentário:

Postar um comentário